Editor: Aristides Barros 

Co-editor: Joacir Gonçalves 

Contato: redacaoefeitoletal@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube

UNIÃO - PARLAMENTAR QUER FORMAR “FORÇA-TAREFA” PARA REATIVAR UTI PEDIÁTRICA DO GUILHERME ÁLVARO

Atualizado: Mar 17

Dr Arnaldo vai contatar vereadores e deputados da Baixada Santista para ação conjunta no hospital que está com a UTI paralisada





O médico e vereador bertioguense Arnaldo de Oliveira Junior (PV), o Dr. Arnaldo, pretende contatar colegas de legislativos municipais e deputados estaduais e federais da Baixada Santista para, juntamente com eles, somar força no pedido de reativação da UTI (Unidade de Terapia Intensiva) pediátrica do Hospital Guilherme Álvaro, em Santos.


A unidade que conta com sete leitos está paralisada desde o início de janeiro deste ano por falta de funcionários, a previsão de retorno dos trabalhos é de 90 dias, após um processo de terceirização dos serviços da UTI, conforme afirmou a direção do hospital.


O esforço regional da classe política pela reativação “o mais rápido possível da UTI pediátrica”, segundo explica o Dr Arnaldo é em função da dimensão do problema que implica no risco de morte a pacientes necessitados do funcionamento ininterrupto desse tipo de tratamento que na “paralisação ocorrida no Guilherme Álvaro deixa a população vulnerável”.


Apenas a Santa Casa de Santos e o Complexo Hospitalar dos Estivadores contam com UTI´s sendo que o primeiro tem 10 leitos e o “Estivadores” tem 17 leitos para adultos e 10 neonatal (para recém nascidos com até 28 dias).


Profissional de medicina, ele já trabalhou em várias unidades de saúde das cidades da região, e por isso sabe da complexidade do problema ao afirmar que o tempo estipulado para a reabertura da equipamento no Hospital Guilherme Álvaro incorre em risco e perigo as pacientes da Baixada Santista, que é composta por nove cidades, entre ela Bertioga.


“Acredito que com a união da classe política regional a reivindicação pela reativação da UTI do hospital santista ocorre bem antes do prazo de 90 dias”, afirma o Dr Arnaldo. Ele acrescenta que o contato maciço com o vereadores pode ocorrer por meio da UVEBS (União dos Vereadores da Baixada Santista) e com o deputados estaduais e federais por meio das respectivas assessorias de imprensa de cada um dos parlamentares.


A Baixada Santista e o Vale do Ribeira contam, juntas, com três deputados federais e quatro estaduais. Em Brasília são Rosana Valle (PSB), Júnior Bozzella (PSL) e Samuel Moreira (PSDB). Na Assembleia Legislativa de São Paulo são o Professor Kenny (PP), Paulo Corrêa Jr (PATRIOTAS), Caio França (PSB) e Tenente Coimbra (PSL).


“Vamos conversar com todos porque o assunto é de interesse da população regional”, finalizou o Dr. Arnaldo.

59 visualizações