Editor: Aristides Barros 

Co-editor: Joacir Gonçalves 

Contato: redacaoefeitoletal@gmail.com

  • Facebook ícone social
  • Instagram
  • YouTube

INDICAÇÃO DE VEREADOR AUMENTA VALOR DA VERBA DE COMBATE AO CORONAVÍRUS

Ney Lyra quer que a verba de emendas impositivas e o dinheiro excedente do Legislativo, que todo o fim de ano é devolvido ao Executivo, sejam destinados em ações de combate à pandemia, com isso a ajuda da Câmara na “guerra” ao Covid-19 pode chegar a R$ 5 milhões



O vereador Ney Lyra (PSDB) apresentou na sessão plenária desta terça-feira (24) a indicação para que a verba de R$ 1,9 milhão destinada a emendas impositivas, que os nove parlamentares têm direito, sejam injetadas em ações visando impedir o avanço do Coronavírus em Bertioga.


“A indicação foi aprovada por unanimidade e a prefeitura já pode fazer uso desse dinheiro que fica na Câmara para destinar à área de saúde”, revelou


Ainda em cima desse trabalho, ele defende que a Câmara de Bertioga antecipe a devolução do dinheiro que “sobra” no caixa do Legislativo, e que é devolvido para a prefeitura da cidade todo fim de ano.


“Acredito que podemos entregar agora uma quantia próxima de R$ 3 milhões”, calcula Ney Lyra, lembrando que no final de 2017, quando presidiu a vereança devolveu R$ 3,6 milhões do dinheiro excedente da Câmara para a prefeitura.


O vereador tucano fala que para chegar perto dessa cifra, o Legislativo precisa fazer um forte contingenciamento de verba e acentua a necessidade de um rigoroso corte de despesas.


“O momento pede o esforço de todos. “Não vamos deixar essa doença causar cicatrizes na nossa cidade”, afirma o parlamentar reiterando que todos devem se precaver e se prevenir ao máximo contra o coronavírus.


EMENDA IMPOSITIVA - É uma verba fixada na Câmara, com cada um dos nove vereadores tendo direito a um valor - no caso R$ 200 mil - visando que esse valor seja direcionado a um trabalho proposto pelo parlamentar em plenário. O dinheiro pode ser destinado a obras e serviços em vários setores, saúde, infraestrutura urbana, entre outros.


Na soma da verba das emendas impositivas mais a possível antecipação da devolução do dinheiro excedente da Câmara, Ney Lyra acredita que o Legislativo pode ajudar a cidade no enfrentamento da doença com aproximadamente R$ 5 milhões.


Conforme ele, esse dinheiro servirá para a contratação em regime de urgência de profissionais da saúde - médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem - que moram na cidade e estão desempregados, além de medicamentos, álcool gel, máscaras, respiradores e demais insumos úteis à proteção de pessoas cujo trabalho as deixam em exposição permanente e direta com a doença. “Tudo que vise reforçar o aparato de contenção ao Covid-19”, pontuou o vereador.


ESTRUTURA PARALELA - Ney Lyra expõe a necessidade de espaços fora do Hospital de Bertioga para o atendimento de casos suspeitos de coronavírus. “Temos o ginásio municipal de esportes e o Ceme (Centro de Especialidades Médicas) que podem servir de base de atendimento aos casos suspeitos. Porque com todo esse problema as pessoas estão temerosas de ir ao hospital da cidade, que é o único ponto de atendimento para outras situações de socorro. E nem todas as situações estão, ou são necessariamente, relacionadas com essa doença que assusta o mundo inteiro”, opina.


“Então é melhor preparar outros espaços físicos visando separar o tratamento do paciente com suspeita de coronavírus de outras ocorrências”, pede o vereador. “Cada caso é um caso. Muitas cidades já estão montando estruturas para atender só os casos de coronavírus, temos de fazer isso em Bertioga também”, falou o vereador.


Todos os vereadores endossaram apoio a Ney Lyra e as sugestões apresentadas por ele. “É o compromisso total da Câmara com a saúde da nossa cidade”, disse o parlamentar tucano.


Ele frisou que o Legislativo também aprovou um crédito adicional no valor de R$ 4, 4 milhões para o Executivo injetar na área de saúde. “Na soma geral, Bertioga terá aproximadamente R$ 9 milhões para combater o coronavírus”, concluiu.


18 visualizações